Sergey Glamazda Virtus
Fotografia: Virtus.pro

A organização russa Virtus.pro anunciou a saída de Sergey Glamazda, atual CEO, referindo que a posição foi extinta em detrimento de novo modelo.

De acordo com as informações oficiais, a organização terá optado por um novo modelo, terminando a posição de Chief Executive Officer (CEO), em detrimento de uma gestão feita por um conjunto de nomes altos e managers associados à entidade.

Os últimos meses não têm sido fáceis para a prestigiada organização, que se encontra atualmente banida dos vários torneios de CS:GO, tendo também passado por uma desqualificação num torneio de Dota 2, quando um dos jogadores desenhou um Z no mapa (símbolo associado às tropas russas presentes na Ucrânia).

Sergey Glamazda encontrava-se na organização desde janeiro de 2020, não tendo estado presente em algumas das melhores alturas das respetivas equipas – este nunca chegou a assistir a nenhuma conquista de um torneio internacional de qualquer jogo.

Este é um novo passo para a organização, que enfrentará ainda um percurso complicado durante os próximos tempos.

Lê as últimas novidades dos esports aqui.

 

TÓPICOS

, ,
PUB