SAW
Fotografia: SAW

A SAW disse adeus em definitivo à próxima fase da ESEA Premier S37 ao perder para a Wisla Krakow por 2-1, ficando também sem a manutenção garantida.

Com um bom início na temporada onde estiveram com um recorde de 3-0 após derrotar conjuntos como a BIG, a equipa portuguesa passou ao 4-2 e desperdiçou ontem a primeira de duas oportunidades para garantir os Playoffs.

Depois da derrota com a LDLC OL, os portugueses ficaram obrigados a vencer hoje a Wisla Krakow com Ancient, Inferno e Nuke a serem os mapas escolhidos, iniciando a série na escolha dos polacos.

A vencer por 9-6 ao intervalo, a SAW não encontrou soluções para colocar rondas a atacar e, sem uma única a seu favor, viu o seu oponente colocar dez consecutivas no marcador para virar e fechar o mapa com o 16:09.

Terminado o Ancient, o representante nacional tratou de equilibrar as contas num Inferno onde não encontraram grande oposição, controlando de início a fim para colocar um 16:05 a seu favor e levar todas as decisões para o Nuke.

Num mapa onde até estão confortáveis, os portugueses viveram um pesadelo e viram os polacos alcançar o ponto de série no 15:05. Ronda a ronda, a SAW ainda sonhou com o Overtime mas só alcançou o 16:12, falhando um dos seus objetivos.

Em dia a definir, SAW e Movistar Riders vão encontrar-se para um BO3 decisivo para as aspirações de ambos – o vencedor garante um lugar na ESEA Premier S38 Europeia, o derrotado segue para as Relegations onde se disputam 4 vagas.

O percurso da equipa portuguesa teve transmissão na Twitch da RTP Arena!

Lê as últimas novidades dos esports aqui.

TÓPICOS

,
PUB