G2 Esports

Segundo vários reports, a G2 Esports vai ficar fora das ligas franchise (pelo menos EU e NA) do VALORANT Champions Tour.

A Riot Games prepara neste momento o início da sua nova temporada de VALORANT com o novo formato de ligas internacionais. Numa fase em que as candidaturas estão a ser avaliadas para cada uma das três regiões (Américas, EMEA e Ásia) parece que uma das maiores organizações do mundo irá ficar de fora.

Os reports iniciais chegaram de neLendirekt, Kevin Hitt e George Geddes, jornalistas de esports respeitados dentro do cenário de CS:GO e VALORANT. Segundo os mesmos, a decisão chega de uma reunião de emergência da Riot Games devido à polémica com o CEO da G2 Esports, Carlos “Ocelote” Rodriguez.

neLendirekt vai mais à frente no seu comentário, alegando que a G2 já contava com um lugar garantido na região NA que foi anulado depois da reunião, dando lugar à LEVIATÁN, equipa sul americana.

A confirmação de todas as equipas aprovadas nas ligas internacionais ainda está a semanas de distância, com o Dot Esports a apontar o próximo fim de semana como o ponto das decisões finais quanto à integrantes do novo formato. A confirmarem-se os reports, a G2 sofrerá um duro golpe nas suas aspirações em VALORANT.

George Geddes revelou ainda que OpTic e TSM deverão estar fora da liga americana por os seus projetos terem sido rejeitados.

A polémica da G2 Esports envolvendo o seu CEO começou no passado fim de semana quando Ocelote decidiu postar alguns Tweets polémicos, incluindo um vídeo na presença de Andrew Tate. Ocelote foi entretanto suspenso do seu cargo como chefe máximo da organização. Sabe mais aqui.

Lê as últimas novidades dos esports aqui.

PUB