Amouranth

A Amouranth recorreu ao seu canal na Twitch para conversar abertamente sobre os abusos de que foi vítima e atualizar os espectadores sobre a sua situação.

A famosa criadora de conteúdo, Kaitlyn “Amouranth” Siragusa, utilizou esta madrugada a sua principal plataforma de comunicação para elucidar os fãs e espectadores sobre o que tem acontecido. Kaitlyn revela que está agora separada do marido e já está a procurar ajuda legal e psicológica para lidar com a situação e com o trauma do que passou.

streamer menciona na sua transmissão que se sentiu sozinha durante muito tempo e que está finalmente livre para fazer o que deseja em live e na sua própria vida, que era alegadamente controlada pelo seu marido.

Deixou ainda uma mensagem ao seu operador de câmera, que recorreu às redes para acusar pessoas à volta de Siragusa de permitirem que esta situação acontecesse. Amouranth atira na direção deste membro da sua equipa, dizendo que este é uma das pessoas mais antigas da equipa e sabia exatamente o que se passava, nunca agindo contra a situação.

Na transmissão de pouco mais de uma hora, a streamer anuncia que já tem controlo das suas contas bancárias, que eram controladas pelo seu marido através da posse dos 2FA por parte deste homem. Menciona ainda que pode voltar a utilizar roupas largas e menos reveladoras agora que não é ele a decidir sobre a sua vida e trabalho. Deixa ainda no ar a possibilidade de reduzir, pelo menos para já, a quantidade de transmissões que faz semanalmente e irá procurar novos conteúdos para continuar o seu trabalho de criadora de conteúdo.

Recorde-se que Kaitlyn Siragusa expôs esta situação no passado domingo, onde revelou estar a ser obrigada a fazer o conteúdo que fazia por parte do seu marido, que não era conhecido por vontade do próprio, com receio que o facto de streamer não ser solteira pudesse afetar o “negócio”. Na transmissão de domingo é possível ouvir uma conversa intimidatória e ver várias mensagens com ameaças dirigidas à Amouranth por parte deste indivíduo.

Se és vítima de violência doméstica ou conheces alguém que precisa de ajuda contacta: 

Linha de apoio a vítimas de violência doméstica – 800 202 148
Linha SMS – 3060
Linha Associação Portuguesa de Apoio à Vítima (dias úteis das 08h às 22h) – 116 006
Linha de emergência nacional – 112

Lê as últimas novidades dos esports aqui.

PUB