OFFSET MLP Master League Portugal
Fotografia por: Fraglíder/Miguel Pinto

A polémica mais recente no cenário nacional ganhou um novo capítulo com um segundo comunicado emitido pela OFFSET, pormenorizando os eventos de 2ª feira.

A organização portuguesa ficou desfalcada em meia equipa antes da sua participação mais importante no calendário competitivo, sendo forçada a competir com três jogadores argentinos nas finais de $83,000 em Buenos Aires.

Desde o comunicado original, os jogadores Filipe “NOPEEj” Dias, Diogo “snapy” Rodrigues e Rajohn “EasTor” Linato partilharam as suas visões sobre o sucedido, aparecendo agora um ponto de situação mais abrangente por parte da OFFSET.

Logo ao início, a organização acabou por desmentir a informação avançada por dois dos seus jogadores que ficaram por terra, partilhando que todos os elementos reuniam as condições necessárias para viajar, sem necessidade de quarentenas.

Ordenadamente, foram citados os seguintes: “Passaporte”, “Esquema de vacinação completo”, “PCR negativo com 72 horas”, “Bilhetes”, “Seguro”, “Declaracion Jurada”, “Alojamento”, “Transportes em Portugal”, “Alimentação” e “Transportes na Argentina”.

Adicionalmente, a direção avançou que, “por iniciativa própria, adiantou a todos os jogadores a totalidade da remuneração referente ao mês de Novembro de forma que estes ficassem financeiramente mais confortáveis para suprir qualquer necessidade pontual”.

No comunicado, a organização frisa que, apesar das declarações de Rui “RIZZ” Lima e EasTor indicarem que os mesmos teriam de ficar em isolamento, o que consta nos regulamentos da lei argentina é que o ciclo de vacinação é relativo ao país onde as vacinas foram administradas.

Com efeito, os certificados de vacinação seriam aceites na Argentina e sem necessidade de isolamento, algo contrário ao veiculado por snapy e NOPEEj, presentes no Aeroporto e que decidiram não viajar pela falta de comparência e alegada falta de informação sobre o RIZZ.

A OFFSET indica que todos os jogadores no aeroporto do Porto foram informados sobre a não viagem do RIZZ para Lisboa por problemas pessoais, tentando explorar opções como levar o jogador de avião ou carro até Madrid de forma a não perder a última parte do seu voo.

Por questões de confidencialidade e proteção do jogador, a organização refere apenas que não foi possível encontrar uma solução para Rui Lima, entendo que a sua ausência não é justificação para que Filipe Dias e Diogo Rodrigues falhem com os seus compromissos.

Ao falhar o primeiro voo pago de Lisboa a Madrid, a dupla teve alegamente a oportunidade de embarcar noutro horário para a capital espanhola, tendo sida explicada a todos jogadores a importância da sua presença na prova e potenciais consequências de uma desistência.

Esta última esteve em cima da mesa após as decisões “individuais e conscientes” da dupla campeã nacional em não embarcar sem o RIZZ – a equipa técnica terá tido conversações constantes no sentido se sensibilizar o impacto dessas atitudes na organização e no CS português.

Com uma “situação extremamente grave” em mãos, a OFFSET equacionou desistir mas teve o apoio da FiReLEAGUE para colmatar a ausências de 3 jogadores, indicando ainda que Ricardo “fox” Pacheco não era opção de última hora devido ao seu passaporte caducado.

No final, foi novamente reforçado que todos os jogadores e treinador possuíam toda a documentação e condições necessárias para a viagem, expressando o seu apoio a Vasco “VSK” Santos, Bruno “shellzi” Magalhães e Rajohn “Eastor” Linato nesta situação complicada.

A organização portuguesa lançou ainda dois cenários possíveis para a participação no evento:

Cenário 1

Podiam os OFFSET estar na Argentina com a equipa completa, 5 jogadores e coach? Sem qualquer dúvida pois estava tudo preparado para tal! No entanto um imprevisto com um jogador impediu que este cenário acontecesse.

Cenário 2

Podiam os OFFSET se fazer representar na Argentina com o seu core (4 jogadores + 1 coach)? Pelos vistos podiam, onde chegam 2 jogadores e o coach podiam ter chegado 4 jogadores mais o coach.


No meio desta turbulência, o recém consagrado campeão da ESC Online Master League Portugal VIII vai defender as cores de Portugal nas finais da FlowFiReLEAGUE com três baixas, disputando o Grupo B na noite de quinta para sexta-feira.

Rumo aos Playoffs da competição internacional, a OFFSET terá de superar a Furious de Ignacio “meyern” Meyer e a Mad Kings em séries BO3 com os argentinos Nicolas “NiKoM” Miozzi, Eduardo “laser” Chshekin e Nabil “NBL” Aleua no seu lineup.

Relativamente aos futuros dos jogadores Rui “RIZZ” Lima, Diogo “snapy” Rodrigues e Filipe “NOPEEj” Dias, a organização portuguesa não se pronunciou neste comunicado, restando aguardar por novos desenvolvimentos do caso.

Lê as últimas novidades dos esports aqui.

PUB