Los Angeles

A equipa americana ganha a BLAST Pro Series Los Angeles por 16-13 em Nuke e 16-6 em Inferno contra FaZe Clan, levando o prémio de $125 000 para casa.

O dia arrancou com a primeira meia-final entre Team Liquid e Cloud9, em que se calculava um jogo com grande tendência para a equipa de Keith “NAF” Markovic. E assim foi: Cloud9, uma equipa no seu primeiro torneio, mostrou extremas dificuldades em conseguir fazer Liquid vacilar, terminando a primeira metade da sua escolha de mapa, Mirage, com uma desvantagem de 4-11, conseguindo a última ronda pelas mãos de Tyson “TenZ” Ngo e a sua Deagle.

https://twitter.com/rtparena/status/1150477932319649795

Apesar do bom início da nova equipa de Oscar “mixwell” Cañellas na segunda metade, Liquid não deixou margem para dúvidas de quem era a equipa superior, fechando o primeiro mapa por 16-8.

Seguiu-se Inferno. E a história foi idêntica. Liquid começou com um grande controlo no T-side, partindo a defesa de Cloud9 ronda atrás de ronda. Numa primeira metade extremamente rápida, a equipa #1 do mundo parecia ter tudo sob controlo. No entanto, tal como no jogo anterior, Cloud9 surpreendeu e conseguiu recuperar o jogo, apenas falhando na negra, acabando por perder 14-16. Estava feito o 2-0 e Team Liquid na final. Uma menção honrosa aos Cloud9, que conseguiram bater-se de forma quase igual contra a atual melhor equipa do mundo, como uma equipa totalmente nova e sem experiência conjunta.

A segunda meia final pôs FaZe Clan frente aos NRG, naquele que prometia ser o jogo mais interessante do jogo. No entanto, nada fazia prever a força que a equipa europeia apresentou na primeira metade de Train, terminando por 14-1. NRG entrou melhor na segunda metade, mas a diferença de resultado foi demasiado grande para conseguirem recuperar. 16-7 e estava feito o 1-0 para FaZe Clan.

Nuke marcava o próximo encontro, escolha dos FaZe. NRG a começar a CT tinham obrigação de conseguir construir uma boa liderança para chegarem ao T-side de forma confortável, mas a equipa europeia não estava para brincar, conseguindo ganhar a metade pela vantagem mínima, 8-7. NiKo continuou a dominar os adversários, rapidamente fechando o mapa para a sua equipa por 16-11. 2-0 e FaZe encontraram Liquid na Grande Final do evento.

https://twitter.com/rtparena/status/1150555166980096001

Antes da Grande Final, jogou-se o BLAST Stand-off entre o 5º e 6º classificados da competição – MIBR e Renegades. Já um clássico deste evento, mais uma vez não desiludiu e deixou todo o público divertido com a variante apresentada pela organizadora. A equipa brasileira acabou por conseguir levar a melhor no showdown, aumentado o prémio final com mais $20 000.

As 3 da manhã chegaram com a Grande Final entre Team Liquid e FaZe Clan. O encontro final do evento iniciou-se em Nuke, escolha do lado europeu, mas os Liquid não estavam para brincadeiras, rapidamente adiantando-se no lado CT, que terminou 11-4. Os FaZe bem tentaram a recuperação na segunda metade, mas ELiGE colocou finalmente um ponto final, ficando 16-13.

O último mapa do evento seria então Inferno, mapa este que começou forte para a equipa americana, com Twistzz a mostrar-se desde cedo em forma e com vontade de levar o prémio para casa. Com a metade terminada por 9-6, NAF começou a segunda metade com um Ace na pistol round, que deixou os FaZe atordoados ao perderem a vantagem numérica em menos de 2 segundos. O jogo manteve-se sem história e Team Liquid sagrou-se vencedora da BLAST Pro Series Los Angeles, mostrando mais uma vez a atual superioridade em relação às restantes equipas.

Os resultados do dia foram:

Team Liquid 2-0 Cloud 9 | 16-8; 16:14
FaZe Clan 2-0 NRG | 16-7; 16-11

MIBR 28-25 Renegades | BLAST Stand-Off

Team Liquid 2-0 FaZe Clan | 16-13; 16-6

 

A classificação final da BLAST Pro Series foi a seguinte:

1º – Team Liquid| $125 000 (10 pontos)
2º – FaZe Clan| $50 000 (8 pontos)
3º – NRG | $25 000 (6 pontos)
4º – Cloud9 | $15 000 (4 pontos)
5º – MIBR | $10 000 + $20 000 (2 pontos)
6º – Renegades | $5000

PUB