SAW
Fotografia por: SAW

A portuguesa SAW escorregou na fase suíça do Elisa Invitational Fall frente a Sprout, ficando com uma vitória e uma derrota no histórico.

Depois de uma vitória na primeira jornada frente a EYEBALLERS por 2-1, a equipa portuguesa procurava manter a forma e conseguir a segunda vitória, o que permitiria ficar a apenas uma vitória dos playoffs com uma margem de erro relativamente confortável.

O jogo frente a Sprout apresentou-se complicado desde o início. Em Dust2, a escolha portuguesa, Sprout saiu por cima na primeira metade por 9:6. No entanto, e com uma boa performance coletiva, SAW deu a volta ao resultado e segurou o primeiro ponto da série com um 16:13.

A forma não continuou em Vertigo – com muitas dificuldades, a equipa de Ricardo “rmn” Oliveira não conseguiu ir além das cinco rondas, colocando quatro na primeira metade a CT e conseguindo apenas uma no lado T. Com a derrota no mapa, um terceiro mapa estava em cima da mesa.

Overpass foi o decisivo, onde Sprout apresentou um lado CT mais forte e complicou desde cedo a vida a SAW. Um 11:4 ao intervalo colocou muita pressão nos ombros dos portugueses, mas não foi suficiente para os fazer vacilar. Puxando por uma ronda de cada vez, a recuperação acabou mesmo por acontecer, tendo SAW colocado primeiro o desejado match point.

No entanto, Sprout nunca desistiu e conseguiu forçar um overtime onde SAW já não se apresentou à altura. Com quatro rondas consecutivas, Sprout selou o assunto com um 19:15, fazendo o 2-1 na série e garantindo a segunda vitória nesta fase suíça.

Já SAW fica agora com o registo de uma vitória e uma derrota, necessitando de mais duas para progredir, podendo apenas perder mais um para evitar a eliminação. Ainda faltam alguns jogos desta segunda fase, sendo os próximos adversários apenas conhecidos após o terminar destes.

Lê as últimas novidades dos esports aqui.

PUB