HUNDEN
Fotografia: DreamHack

Estalou o verniz entre a Heroic e Nicolai “HUNDEN” Petersen; a organização vai avançar com meios legais contra o antigo treinador.

Depois do comunicado emitido pelo dinamarquês de 30 anos durante o dia de ontem, a organização decidiu reagir e apresentar novos factos num comunicado próprio, informando que colocou termo ao contrato de HUNDEN.

Num posicionamento sobre rumores recentes, Nicolai Petersen avançou que não partilhou táticas da sua equipa e que nunca a iria prejudicar, afirmando no entanto que não iria renovar o seu contrato para perseguir novos desafios.

Agora, a organização comunica que a equipa que ocupa o #7 do ranking mundial decidiu viajar para Colónia sem o treinador por problemas de confiança, tendo ficado posteriormente sem acesso à pasta de táticas desenvolvidas.

Alegadamente, Nicolai “HUNDEN” Petersen bloqueou o acesso dos restantes elementos a esse conteúdo, tendo também partilhando informação sensível e confidencial após investigações levadas a cabo pela Heroic.

A mesma considera que esta é uma falha grave do contrato e já recorreu a meios legais, tendo dois tribunais pronunciado que existem bases suficiente para proceder à recolha de provas e abertura do caso jurídico.

Com relatórios enviados à ESL e ESIC, a Heroic terminou o contrato do técnico e afirma que não irá fazer mais comentários nesta fase do processo devido à natureza sensível do mesmo.

Lê as últimas novidades dos esports aqui.

TÓPICOS

,
PUB