esea

A ESEA, conhecida produtora de torneios, anunciou hoje a suspensão com a duração de um ano de vários jogadores após terem sido divulgadas provas de racismo, toxicidade e homofobia.

A informação do comportamento destes jogadores foi divulgada durante a passada semana, tendo sido rapidamente difundida pelas diferentes redes sociais após a partilha por parte de Jonathan “EliGE” Jablonowski, jogador da Team Liquid. Outros jogadores como Oleksandr “s1mple” Kostyliev rapidamente se juntaram a ELiGE e ajudaram a fazer a mensagem chegar às entidades competentes o mais breve possível.

el_jacko, um dos principais moderadores da ESEA, referiu ainda que este tipo de comportamentos está totalmente proibido na plataforma, “principalmente quando se compete na divisão mais alta”.

Apesar do comportamento apresentado pelos jogadores não ter sido realizado na plataforma, estes estão presentes nas ligas e competições da mesma, de forma a que a suspensão de 1 ano entra em vigor de forma imediata.

Estes jogadores foram também despedidos pela organização que representavam, assim como banidos da FACEIT e da FPL.

Lê as últimas novidades dos esports aqui.

PUB