Peter Zhang
Fotografia por: Riot Games

O ex-treinador da TSM, Zhang “Peter Zhang” Yi conheceu hoje a sua sentença depois de várias irregularidades financeiras.

O treinador, e posteriormente Diretor de Desenvolvimento de Jogadores, que há 4 meses foi despedido da TSM por irregularidades financeiras na equipa, recebeu agora a punição máxima da Riot Games. Zhang foi acusado de desviar valores que ascendem aos $250.000 dos salários dos jogadores com promessas de que seriam pagos por uma entidade externa, pediu vários empréstimos a colegas da organização que não foram pagos e um esquema em que prometeu vender um carro de um jogador, SwordArt, e não pagou o valor total da venda ao mesmo.

A TSM lançou uma investigação privada ao treinador que concluiu que este teria mesmo cometido os crimes apontados acima. A adicionar a estas irregularidades, foi ainda provado que Zhang contratava jogadores por interesse agindo como agente dos mesmos perante a TSM.

Posteriormente, a Riot Games deu também a oportunidade ao Zhang para propor uma defesa e tentar refutar as acusões, enquanto o investigava. O resultado da investigação da Riot Games, e não capacidade de Zhang se provar inocente, levou à decisão da punição máxima da empresa.

Zhang “Peter Zhang” Yi está banido de todas as competições da Riot Games, globalmente, de forma permanente. Esta é a segunda vez que a TSM se encontra em situações complicadas com a Riot Games no espaço de um mês. Em julho, o CEO da organização foi também punido pela criadora do League of Legends.

Lê as últimas novidades dos esports aqui.

PUB