ESIC bans

Um artigo publicado esta terça-feira pela Dexerto, revela que a Esports Integrity Comission (ESIC) está a preparar o anúncio de um conjunto de bans na sequência do abuso do ‘coach bug’ no Counter-Strike.

O artigo anuncia que o conjunto de bans acontecerá na sequência de duas investigações que correm há algum tempo e onde foram investigados centenas de casos de abuso do bug. A primeira investigação deverá resultar em sanções para até 52 treinadores.

Esta revelação surge na sequência de críticas de STYKO, membro da Associação de Jogadores Profissionais de Counter-Strike (CSPPA), à ESIC pela demora no processo de investigação e punição dos prevaricadores. A CSPPA sublinhou mesmo a importância de que as investigações resultem em sanções antes do próximo PGL Major na Antuérpia para garantir a maior e melhor integridade possível do torneio.

Segundo fontes ligadas à investigação e citadas pela Dexerto, os atrasos na conclusão das investigações devem-se ao facto de existirem diversos bugs no jogo que permitiam aos treinadores obterem vantagem.

Entre os bugs a serem investigados está por exemplo um na visão em terceira pessoa, permitindo a que os treinadores posicionem o rato em ângulos onde obtêm mais informações do que a visão normal de um jogador.

A data para o anúncio dos primeiros bans ainda não foi comunicada mas as investigações estarão numa fase final e espera-se que aconteça antes do PGL Major na Antuérpia, que arranca a 9 de maio.

Lê as últimas novidades dos esports aqui.

TÓPICOS

,
PUB