Saltar ligações

Tencent em período de reestruturação

Por RTP Arena em

A Tencent Holdings, uma empresa chinesa de investimento, distribuidora do PUBG Mobile anunciou que vai entrar em reestruturação interna face ao ano que passou.

O ano de 2018 não tem sido um ano fácil para a Tencent. Em Janeiro, era das empresas mais valiosas do mundo, avaliada em quase 600 mil milhões de dólares e, nova meses depois, esse valor caiu para 418 mil milhões. A empresa não deixou de ser extremamente valiosa mas, perdeu quase um terço do seu valor. Esta foi a primeira vez em 13 anos que os lucros da empresa diminuíram.

A empresa foi criticada pelos seus investidores pela maneira como se expandiu além-mar e pela maneira como geriu a sua dívida de crescimento. Para piorar a situação, o governo chinês proibiu que o PUBG Mobile fosse monetizado.

Resultado de imagem para tencent

Para resolver este problema e evitar continuar a perder dinheiro, a Tencent vai reestruturar-se internamente pela primeira vez em seis anos. Depois das mudanças estarem aplicadas, a empresa espera melhorar a informação em “cloud” disponíveis para os clientes empresariais e aumentar as suas capacidades de oferecer conteúdo.

Para isso, a Tencent Holdings pretende “explorar mais a integração de conteúdo e tecnologia social que é mais ajustada a futuras tendências e promover a melhoria de internet de consumidor para internet industrial

A Tencent é conhecida pela sua intromissão no gaming. A empresa chinesa é a dona da Riot Games, que desenvolveu o League of Legends, e tem uma percentagem minoritária na Epic Games, responsável pela existência do Fortnite e do Unreal Engine.

Lê as últimas novidades dos esports aqui.