Com o segundo dia do Minor da Europa de Leste vimos as primeiras equipas a serem afastadas da competição e consequentemente a perder as hipóteses de conquistar uma vaga no Major que começa no dia 13 de Fevereiro.
Depois dum primeiro dia cheio de surpresas, com  os Gambit, por exemplo a serem derrotados pelos Syman. O segundo prometia trazer mais CSGO da melhor qualidade, e agora apenas em jogos disputados à melhor de três mapas seria de esperar jogos mais competitivos, também em linha com aquilo que é exigível da competição e dos prémios em disputa.

Grupo A (Spirit, Gambit, Syman e Nemiga)

O segundo dia começou com a partida entre os Gambit e os Nemiga, a equipa dos Gambit ja tinha sido surpreendida no primeiro dia pela equipa dos Syman tendo sido derrotados por 16-12 no mapa Train. Por seu lado, a equipa dos Nemiga tinha saído derrotada no prolongamento por 19-15 num jogo de loucos no mapa Mirage contra a equipa dos Spirit.
O primeiro mapa foi a escolha dos Gambit, Train. A equipa internacional acaba por repetir o mapa onde já tinha saído derrotada no primeiro dia mostrando confiança na sua capacidade para dar a volta por cima. Os Gambit começaram no lado atacante, e cedo demonstraram a sua vontade de vencer a partida, teoricamente no lado mais difícil do mapa, conseguiram desmontar a defesa da equipa dos Nemiga. No entanto, a equipa de núcleo bielorrusso conseguiu manter a compostura e encerrar a primeira metade da partida num resultado tangencial de 7-8 a seu favor. Na segunda metade a história foi bem diferente, a equipa dos Gambit entrou para o lado defensivo com um plano de jogo bem definido e rápidamente fecharam as portas do mapa perdendo apenas uma ronda na segunda metade do mapa e fixando o resultado em 16-9.
O mapa escolhido pela equipa dos Nemiga foi o Inferno. Mapa este que acabou por ser um autentico pesadelo para a equipa bielorrussa. O Gambit começaram o mapa no lado defensivo, apesar do arranque do mapa ter sido um pouco complicado com a equipa dos Nemiga a conseguir vencer quatro das seis primeiras rondas, a equipa dos Gambit pegou na partida. Acabando mesmo por vencer todas as rondas até ao final do mapa! O resultado do segundo mapa acabou por ficar fixado em 16-4 a favor dos Campeões do Major de Cracóvia. A equipa dos Gambit começou o dia a mandar os Nemiga para casa, a equipa bielorrussa ficou assim de fora do lote de equipas que ainda têm hipótese de se qualificarem para o Major.


Logo de seguida, e para encerrar o grupo A deste Minor da região da Europa de Leste. A equipa dos Syman que tinha sido derrotada na sua segunda partida do primeiro dia às mãos da equipa dos Spirit, estava à espera do vencedor do primeiro jogo do dia para um jogo à melhor de 3 mapas para decidir qual a equipa a prosseguir para o play-off deste Minor. A equipa dos Gambit ficou assim com a tarefa de conseguir vencer a equipa ds Syman sob pena de ficarem de fora do Major. Tarefa que não se adivinhava fácil tendo em conta que ainda no dia anterior este mesmo confronto tinha-se realizado no mapa train com a equipa dos Syman a saír vencedora.
O primeiro mapa foi a escolha dos Syman. Mirage foi o mapa escolhido para começar a partida, a equipa dos Gambit começou a defender neste mapa, mas não conseguiu de todo impor a sua presença tendo demonstrado extremas dificuldades em lidar com o estilo de jogo agressivo por parte dos Syman que cedo conseguiram estabelecer uma vantagem confortável no mapa encerrando a primeira parte com um resultado autoritário de 11-4. Já na segunda parte, os Gambit ainda conseguiram vencer as duas rondas iniciais mas não foi de todo o suficiente para voltar ao jogo. Rapidamente os Syman retomaram controlo da partida no lado defensivo fixando o resultado final do primeiro mapa em 16-7.
A escolha dos Gambit foi Dust2. Um mapa que apesar de ser um dos mais seleccionados para jogar pela equipa acaba por não ter uma percentagem de vitórias satisfatória no mesmo, com apenas 20% dos Dust2 jogados pelos Gambit nos últimos três meses tinham resultado em vitória para a equipa internacional. Porém, a equipa dos Gambit demonstrou que tinha a lição estudada neste mapa e entrou com tudo! Começando no lado defensivo os campeões do Major de Cracóvia rapidamente fecharam as portas à equipa dos Syman fixando o resultado na primeira metade em 13-2. Já na segunda metade, os Gambit conseguiram manter a pressão fechando rapidamente o mapa sem perder nenhuma ronda no lado atacante nas três jogadas. Uma partida sem grande história com um resultado dilatado de 16-2.
Não havia melhor terceiro mapa que Train para tirar as teimas neste duelo! O mapa já tinha sido jogado entre as duas equipas no dia anterior com uma vitória para a equipa dos Syman por 16-12. À imagem do sucedido no dia anterior a equipa dos Gambit voltou a começar do lado atacante do mapa, mas as similaridades ficaram-se mesmo por aí. Os Gambit entraram muito fortes no mapa, ainda que perdendo as duas rondas iniciais do mapa, rapidamente retomaram o controlo anímico e económico da partida acabando por fixar o resultado da primeira parte do mapa em 10-5. Já na segunda metade da partida, a equipa dos Syman conseguiu arrancar melhor, é certo que perderam o pistol da segunda metade. No entanto, conseguiram logo de seguida montar uma sequência de 5 rondas ganhas consecutivamente. A esta altura, com o resultado fixado em 10-11 a favor da equipa dos Gambit, começava a surgir no horizonte a possibilidade deste mapa ir a prolongamento. Porém, a equipa dos Gambit recupera o controlo da partida e sem qualquer tipo de margem para dúvidas venceram as 5 rondas que lhes faltavam para vencer a partida por 16-10.
E assim se deu por encerrado o grupo A do Minor da Europa de Leste com as equipas dos Gambit e Spirit a seguir em frente!

Grupo B (Winstrike, Avangar, pro100 e Runtime)

Começava o dia das decisões finais para o grupo B e com a equipa dos Winstrike já qualificada para o Play-off no primeiro dia do evento cabia decidir de entre Avangar, pro100 e Runtime quem se iria juntar aos Winstrike.
O dia do grupo B arrancou com uma partida à melhor de 3 mapas entre as equipas dos Runtime e pro100, o primeiro mapa, escolha da equipa dos Runtime foi Dust2 onde optaram começar do lado atacante, certamente que a equipa de Sergey “starix” Ischuk terá ficado com a sensação de ter feito as escolhas corretas uma vez que iniciaram o mapa a vencer e conseguiram manter a consistencia ao longo da primeira metade conseguindo o resultado da primeira parte de 10-5 a seu favor. Já na segunda metade a história voltou a repetir-se com a equipa dos pro100 a não conseguir de todo impor a sua capacidade de conquistar o controlo da partida acabando por perder o primeiro mapa por 16-8.
Em seguida foi  a vez de se jogar na escolha dos pro100. Cache foi o mapa escolhido pela equipa de núcleo ucraniano que entrou muito forte no arranque do mapa. Os pro100 conseguiram recuperar das derrotas nas duas primeiras rondas do mapa e ganhar ritmo para fechar a primeira metade do mapa com um resultado dilatado de 12-3. Já na segunda metade foi a equipa dos Runtime que brilhou, a começar a montar uma recuperação fantástica. Porém acabou por não ser o suficiente com a equipa dos pro100 a conseguir puxar a vitória por 16-11.
O terceiro e ultimo mapa da partida foi Mirage. E se até agora tinhamos assistido a mapas bons e bem disputados, este Mirage pareceu uma autentica Speed Run retirada do Awesome Games Done Quick. A equipa dos pro100 começou no lado atacante do mapa que sem qualquer tipo de contestação conseguiram vencer na primeira metade por 14-1! Já na segunda parte, a equipa dos Runtime apesar de ter conseguido vencer as duas primeiras rondas, os pro100 acabaram por regressar à sua forma dominante e vencer as duas rondas que faltavam para encerrar a partida.


Com este resultado a equipa dos pro100 ficou então escalada para ir defrontar a equipa de cazaque Avangar que tinham sido derrotados pelos Winstrike no primeiro dia no jogo de disputa para o primeiro lugar nos Play-offs do grupo B.
O primeiro mapa, escolhido pela equipa dos pro100 foi Inferno. Com os Avangar a arrancar do lado defensivo do mapa ficou desde cedo definido qual iria ser o mote para esta partida. Nenhuma das duas equipas conseguiu realmente distanciar-se do adversário fixando o resultado da primeira metade da partida em 8-7 a favor da equipa dos Avangar, já na segunda metade a equipa dos pro100 entrou melhor e conseguiu vencer as primeiras 4 rondas da segunda metade da partida, no entanto, a equipa dos Avangar conseguiu recuperar o controlo da partida vencendo 8 das 10 rondas seguintes fixando o resultado final do primeiro mapa em 16-13.
O segundo mapa, escolha dos Avangar foi Dust2, mapa que começa a ser uma escolha habitual das equipas do leste europeu ao longo deste Minor. A equipa dos pro100 começou a atacar e desde cedo dominou a partida conseguindo ultrapassar com relativa facilidade a equipa dos Avangar fixando o resultado da primeira parte do mapa em 10-5 a seu favor. Na segunda metade do mapa, eis que surge uma autentica força demolidora vinda das planícies do Cazaquistão. E a atacar a equipa dos Avangar perdeu apenas duas rondas que garantiram tanto o controlo anímico como económico na parte final da partida que foram vitais para a vitória dos Avangar por 16-12.

Com o dia dado por terminado ficaram então definidas as equipas que se iriam defrontar no 3º dia do Minor da Europa de Leste. A equipa dos terá de defrontar a equipa dos Spirit. Enquanto que a equipa dos Winstrike terá a difícil tarefa de enfrentar os campeões do Major de Cracóvia, os Gambit.
Não percas amanhã o rescaldo dos jogos de hoje deste Minor da Europa de Leste.
Lê as últimas novidades dos esports aqui.
PUB