Saltar ligações

Mercedes-Benz Master League Portugal QF – Resumo

Por Mucha em

Este fim de semana que passou foi cheio de emoções fortes, excelentes jogos e algumas surpresas na Mercedes-Benz Master League Portugal.

Vimos a afirmação dos OFFSET rumo ao lugar de ‘intocáveis’ na scene portuguesa, eles que venceram os Giants e se apuraram com 3-0 em jogos. Vimos também equipas que se procuravam finalmente mostrar merecedoras de estar no lote dos favoritos a mostrarem um bom nível e por último a confirmação de que as mudanças à última da hora podem dar muito para o torto e deitar mesmo tudo a perder como foi o caso dos Hexagone, Galatics e FTW, equipas que todos nós pensaríamos que iam estar presentes na fase regular e ficaram de fora.

MELHOR EQUIPA

Resultados:
16 – 9 vs ASP (Train)
16 – 6 vs EGN (Inferno)
25 – 22 vs Giants (Train)

Melhor jogador: Rui “RIZZ” Lima
Entry Killer: Ricardo “zlynx” Matos
Clutcher: Rui “RIZZ” Lima
Mais kills: Tiago “JUST” Moura

É um pouco injusto atribuir um melhor jogador na equipa dos OFFSET por tudo o que produziram no fim de semana, todos os jogadores foram aparecendo, cada um no seu momento e vimos isso mesmo especialmente contra os Giants, onde Renato “stadodo” Gonçalves consegue ser bem sucedido num importantíssimo clutch no T side e depois Rui “RIZZ” Lima também a carimbar a reviravolta com mais uma situação de clutch na 2ª parteCostuma-se dizer que as equipas vêem-se nos momentos difíceis e daí afirmar que foi a grande prova desta equipa, o colectivo resultou sob pressão, temos equipa.

PIOR EQUIPA

Resultados:
6 – 16 vs Galatics (Mirage) 
3 – 16 vs Panthers (Cache)
8 – 16 vs FTW (Cache)

Melhor jogador: João “agains” Matos
Entry Killer: João “agains” Matos / André “saidex” Mateus
Clutcher: Xavier “greetzzz” Sá / João “agains” Matos
Mais kills: João “agains” Matos

Os EXEC já sabiam que iam ter uma missão extremamente complicada neste qualificador fechado. Era sem dúvida uma excelente oportunidade de jogarem contra equipas mais fortes de modo a testarem-se a eles próprios. Acabam por ser a ‘pior equipa’ mas que certamente fica uma boa experiência e que com a mesma têm muita matéria para ver e melhorar. Esperemos que continuem a trabalhar e os voltemos a ver.

EQUIPA SURPRESA

Resultados:
16 – 13 vs EYESHIELD (Inferno)
16 – 9 vs DOTDOOT (Inferno)
17 – 19 vs Team HD (Mirage)
16 – 4 vs Hexagone (Inferno)

Melhor jogador: Rui “RPG” Gomes
Entry Killer: Pedro “fakes2” Sousa
Clutcher: Rui “tcheka” Pais
Mais kills: Rui “RPG” Gomes

A mix team dos Obscuros acabou por ser a grande surpresa do qualificador fechado. Jogadores que se juntaram para esta ocasião foram jogando de forma surpreendente, tendo dado a entender por mais que uma vez, apesar de muitos erros uma boa comunicação e sinergia. Apesar do 1º jogo meio tremido foram ganhando confiança e fizeram um excelente qualificador.

JOGADORES EM DESTAQUE

Filipe “NOPEEj” Dias (defs)
Rúben “Rub3nix” Santos (defs)
Miguel “Sark” Diogo (exotic)
André “Frogg” Castanheira (FTA)
João “KillDream” Ferreira (Giants)
Miguel “drifking” García Bermell (Giants)
Cláudio “Cunha” Cunha (Hexagone)
Rui “RPG” Gomes (Obscuros)
Pedro “fakes2” Sousa (Obscuros)
Rui “RIZZ” Lima (OFFSET)
Tiago “JUST” Moura (OFFSET)
Renato “stadodo” Gonçalves (OFFSET)
Pedro “whatz” Amaro (Panthers)
Daniel “psh” Alves (Panthers)
João “jay” Diogo (Team HD)
João “krush” Abraão (Team HD)
Pedro “million” Teixeira (Team HD)

Vimos o aparecimento de novos jogadores, a confirmação de uns e a continuação de outros. Abriram o apetite para o dia 21 onde vai ser jogada a 1ª Jornada da Mercedes-Benz Master League Portugal. Em jogos offline entram mais fatores na equação e por vezes vemos alguns jogadores a não conseguirem sentir-se confortáveis e baixam em termos de performances da mesma maneira que temos outros que galvanizam e jogam melhor.

EQUIPAS APURADAS

OFFSET
Team HD
Giants
Obscuros
DOTDOOT
Panthers
EGN
defs

Lê as últimas novidades dos esports aqui.