Saltar ligações

LPHS – Resumo Jornada 7

Por RTP Arena em

Está terminada mais uma fase regular da Liga Portuguesa de Hearthstone (LPHS). Durante esta semana decorreram os últimos quatro jogos, aqueles que ditaram a classificação final e quais os quatro jogadores que disputarão os playoffs da LPHS.

O primeiro jogo da noite colocou o Ignite, da For The Win Esports, contra o Tiësta, dos Grow uP. O Ignite começou melhor de Paladin contra Priest, obtendo a primeira vitória da série bo5O jogador da FTW voltou a tomar parte superior e a fechar o segundo jogo com o seu Warlock contra o Rogue do Tiësta. No terceiro jogo tivemos a primeira vitória do Tiësta: O seu Priest superiorizou-se ao Druid do Ignite. Foi no quarto jogo que está série terminou. Ignite, de novo com o seu Druid, conseguiu derrotar o Rogue do jogador dos Grow uP e assegurou a sua presença nos playoffs da LPHS com esta vitória por 3-1.

O segundo jogo da jornada colocou o Reliquary, dos Equinox Gaming, frente-a-frente com o riccg2 dos MYOB Gaming. A começar de Rogue, Reliquary, medalha de prata em ambas as Taças de Portugal de Hearthstone, não teve o início que desejava e foi riccg2 que levou a melhor de Druid no primeiro jogo. No segundo… Nem por isso. O Rogue do jogador dos Equinox evidenciou-se e derrotou o Paladin do riccg2. O Control Mage do jogador dos MYOB Gaming também não conseguiu superar o Warlock do Reliquary e este último encontrava-se em vantagem por 2-1. No quarto jogo, o Quest Paladin do riccg2 conseguiu derrotar o Druid do Reliquary para devolver o empate ao resultado. Para terminar a série, Druid do lado do Reliquary e Mage para o riccg2 no quinto e último jogo onde o jogador dos Equinox foi, novamente vencedor. Ambos os jogadores estavam pontualmente impossibilitados de jogar os payoffs da LPHS.

Este dois jogos podem ser revistos no video-on-demand abaixo:

O terceiro jogo da sétima jornada da LPHS colocou o Ginger, da For The Win Esports, contra o werlin dos EGN. Foi o jgoador dos EGN que começou com vantagem, ao vencer o primeiro jogo com o seu Druid contra o Shaman do jogador da For The Win. No segundo jogo, foi a vez do Ginger se chegar à frente e devolver o empate ao resultado. O 1-1 foi estabelecido com a vitória do Druid do Ginger contra o Shaman do werlin. O final do terceiro jogo colocaria alguém em situação de game point e quem lá chegou foi mesmo o jogador dos EGN, com o seu Shaman, contra o Hunter do jogador da FTW. Ginger, porém, obrigou-se a si e ao seu adversário ir jogar “a negra” depois de derrotar Priest com o seu Shaman. Com 2-2 no marcador, o quinto jogo decidiria o vencedor do bo5 e Ginger foi mesmo quem conseguiu o feito e consolidou a presença na final four da LPHS. Werlin acabou por se apurar de maneira meritória mas, também, em consequência da derrota do Tiësta com o Ignite.

O último jogo da fase regular da Liga Portuguesa de Hearthstone opôs o campeão em título tanto da LPHS como da Taça Portuguesa de Hearthstone edmvyrus frente ao Rapture. Ambos os jogadores são colegas na FTW e ambos têm o seu lugar confirmado na tabela. edmvyrus garantiu os playoffs à sua quinta vitória e Rapture, infelizmente, ficará de fora dos playoffs. Rapture começa com Hunter contra o Shaman do seu colega-adversário e começa bem, vencendo a partida e seguindo em vantagem. No segundo jogo, edmvyrus empata de novo as contas com Druid contra Paladin. Num jogo rápido, Rapture conseguiu vencer o Shaman do edmvyrus ao sétimo turno e estava em situação de game point. Situação essa que foi prontamente neutralizada pelo seu colega e adversário. edmvyrus venceu o quarto jogo com o seu Shaman contra o Paladin do Rapture. Tendo que jogar o quinto e decisivo jogo do Bo5, Rapture foi quem capitalizou o terceiro ponto com o seu Paladin contra Rogue e venceu a série pelo resultado de 3-2.

Estes dois últimos jogos da segunda temporada da LPHS podem ser revistos aqui.

Com estes resultados, vamos ver edmvyrus, Ginger, Ignite e werlin a disputar o título de campeão nacional de Hearthstone. edmvyrus tem aqui a hipótese de cimentar o seu legado com um bicampeonato e, por outro lado, Ignite poderá mostrar que não está fora de mão no que toca a jogar Hearthstone. Ginger e Werlin procuram o seu primeiro grande título nacional e estarão com a lição bem estudada quando chegar a altura de jogar pelo campeonato.

Desta vez, a Liga Portuguesa de Hearthstone não volta na próxima semana. Desta vez, a LPHS volta para serem disputados os playoffs. Estes serão jogados ao vivo, num local e data a anunciar. Segue a competição no Facebook para estares a par de todas as novidades sobre a mesma. Os playoffs da LPHS sejam jogados quando e onde forem, têm um lugar que é certo onde os vais poder ver: www.twitch.tv/rtparena.

Lê as últimas novidades dos esports aqui.