Saltar ligações

EU LCS passa a LEC, equipas finais reveladas

Por RTP Arena em

A Riot Games deicidiu mudar o nome da sua maior competição europeia, fugindo ao duo EU/NA que se havia estabelecido no que dizia respeito às ligas europeia e norte americana de League of Legends.

De hoje em diante, deixarão de haver padrões nos nomes das ligas da Riot Games sendo que todas elas têm nomes completamente diferentes. A competição de topo no League of Legends europeu vai passar a chamar-se, então, League of Legends European Championship (ou LEC, na versão curta). Esta competição tem início marcado para 18 de Janeiro de 19 e terá 10 equipas em participação naquela que é a primeira tentativa de implementação de uma competição franchisada no League of Legends europeu.

Das organizações que já víamos regularmente a competir vamos continuar a ver os Fnatic, FC Schalke 04, G2 Esports, Misfits Gaming, Splyce e Team Vitality. Com a confirmação da Riot Games de que estas organizações estarão na liga, sabe-se que todas conseguiram encontrar financiamento para atingir esta etapa mesmo para aquelas que poderia ser mais difícil fazê-lo como para os Vitality ou ainda para o Schalke.

Resultado de imagem para EULCS finals arena

Com seis equipas a manter o seu lugar na competição, significa que quatro serão novas. Depois de muito se ter falado em clubes da primeira liga inglesa de futebol profissional quererem investir apostar na LEC, o que é verdade é que nenhum desses negócios acabou por não se concretizar e, tanto quanto se sabem, podem nunca ter passado de rumores. O que é certo é que quatro novas equipas vão preencher as fileiras da LEC e elas são:

  • Origen – fundados pelo antigo jogador profissional Enrique “xPeke” Martínez e recentemente adquiridos pela dinamarquesa RFRSH Entertainment.
  • exceL Esports – organização britânica que, em Setembro recebeu um investimento significativo ao ponto de passar na liga nacional inglesa de League of Legends para uma cuja “inscrição” custa 10.5M€
  • SK Gaming – Dispensa apresentações. Com o apoio da Deutsche Telekom, a organização conseguiu os fundos necessários para reingressar na principal liga de League of Legends da Europa;
  • Rogue – Completamente desconhecidos no League of Legends e nunca sequer tiveram uma equipa da modalidade. Apoiados pelo DJ Steve Aoki e pela banda Imagine Dragons, os Rogue fazem uma primeira experiência no LoL sem medo de arriscar os mais de dez milhões de euros que a entrada na competição requer.

Com os contratos de todos os jogadores profissionais de League of Legends em competições da Riot a acabarem nas ultimas 48 horas teremos que esperar para ver quais são os planteís definitivos que vão entrar no Summoner’s Rift do League of Legends European Championship.

Lê as últimas novidades dos esports aqui.